Movember

Homens que cuidam das unhas, do cabelo, que passam cremes no corpo, tratam do cabelo e da pele estão se tornando cada vez mais comuns na atual conformação social. Em se tratando de saúde, esse quesito pode ser considerado também em evolução?

A exemplo do movimento Outubro Rosa, em prol da conscientização sobre a importância da prevenção do câncer de mama, novembro começa orientando através da tendência, o bigode, que virou febre em estampas, bijouterias e até objetos de decoração, na sua versão em inglês “moustache”, soma-se ao mês em que estamos, também utilizado em inglês, neste caso, “november”, gerando: MOVEMBER.

Um movimento que exalta os bigodões, incentivando com que os homens raspem toda a barba e durante os 30 dias do mês cultivem os pêlinhos abaixo do nariz em prol do movimento que visa ressaltar a importância da prevenção do câncer de próstata.

O projeto iniciou em 2003 na Austrália, e desde então o movimento já arrecadou 1 milhão de homens em 10 países, e U$174 milhões foram arrecadados em festas e eventos. Tudo destinado para pesquisas sobre o câncer de próstata e programas de saúde dos países participantes. No Movember.com é possível fazer doações, ver dicas para cuidar dos bigodes, bigodinhos e bigodões de plantão e até entrar para a galeria de Mo Bros que apoiam a ideia.

Adam Garone, CEO e co-fundador do projeto, conta um pouquinho de como o projeto funciona.

Qual é o perfil do homem que participa do Movember? É um gentlemen contemporâneo que cuida de sua saúde e ajuda na mudança de comportamento do homem. Ele ostenta um bigode glorioso ao logo de novembro e se torna um cartaz ambulante incitando conversas sobre o câncer de próstata para quebrar estigmas e incentivar os homens a fazer o exame preventivo anualmente.

Como tem sido a recepção dos homens? Desde que começamos, como uma brincadeira ao redor de uma mesa de bar, a ideia se espalhou. A campanha já tem núcleos na Austrália, Nova Zelândia, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Finlândia, Holanda, Espanha, Irlanda e África do Sul. Só em 2010, ganhamos 450 mil parceiros que ajudaram a arrecadar U$ 81 milhões para pesquisas.

 Qual é o retorno que se percebe entre o público? A saúde preventiva é algo que parece não estar no radar da maioria dos homens e essa é a questão que nosso programa quer mudar. Aos poucos conseguimos mudanças efetivas, abrimos discussões sobre o assunto e quebramos barreiras. Queremos que eles tornem-se responsáveis por sua saúde, entendam seu corpo e que a partir daí possam até mesmo orientar outras pessoas. Com um simples bigode podemos mudar literalmente a cara do homem e a cara da saúde masculina.

Bora participar? Acho dygno a mulherada descolar um bigodin improvisado e apoiar a homarada nessa causa. E cá entre nós, cuidar da saúde é quase tão sexy quanto um bigodinho maroto emoldurando um sorriso colgate! #seliga

Acompanhem as novidades pela page e sejam bigodudos felizes.

PS: meninas, continuem tirando o buço tá? POR FAVOR! OBRIGADA! Nossa Senhora da Noção agradece e te abençoa eternamente.

Por Paula Moran

Deixe uma resposta