Desenhos de Natal – Seus personagens favoritos em clima natalino

Desenhos de natal: Se é natal para todos no mundo, porque não seria também no desenho animado? É verdade que eles não envelhecem e vivem num mundo à parte, mas o espírito do nascimento de Cristo perpassa a todos nós. No mundo dos cartoons, é visto de dois pontos de vista possíveis: ou com harmonia e paz, ou com sarcasmo e deboche. Geralmente o primeiro é mais adequado para crianças, e o segundo, bem mais engraçado. Confira o nosso mini guia de desenhos de natal.

Um dos primeiros Desenhos de Natal

Um dos pioneiros nos desenhos de natal é Charlie Brown – que inclusive saltou das tiras para as telas exatamente com um especial de natal. Mas quem fez disto uma tradição foi Mickey’s Christmas Carol, ou, na versão brasileira, O Natal do Mickey. Na adaptação que tornou célebre o conto de Charles Dickens (Um Conto de Natal), o Tio Patinhas é Ebenezer Scrooge, um velho avarento que é visitado por três espíritos na noite de natal. Os fantasmas representam o natal passado, o presente e os futuros. Nessa terapia de choque, Scrooge aprende a ter bondade no coração. Alguém aí não viu?

O personagem Tio Patinhas, de fato, foi criado por causa de uma história de natal de Carl Barks, em 1947. (Você imaginava que ele tinha surgido por causa dos desenhos de natal?) Barks precisava de um tio velho e avarento, inspirado no Scrooge de Dickens – e até manteve o mesmo nome. Quase quarenta anos depois, Tio Patinhas foi utilizado no papel que inspirou sua criação. O curta (25 minutos) foi lançado em 1983, após dois anos de produção; desde então foi dublado para dezenas de idiomas e é um dos filmes mais reprisados da história da televisão. O desenho animado também marcou uma espécie de reestréia para Mickey, que na época andava pouco popular. Sua atuação (?) como Bob, o empregado explorado pelo patrão, rendeu-lhe fama e espaços temáticos na Disneylândia.

Mesmo quem não gosta de natal rende-se aos desenhos de natal – porque podem ser uma ótima fonte para tirar sarro da data comercial, digo, comemorativa. E quem curte aproveita para embalar-se no Jingle Bells e demais canções tão repetidas nas animações.

Mini-guia rápido de desenhos de natal

 

Garfield

Com seu mau humor e senso irônico característicos, Garfield encara uma viagem à fazenda dos pais de Jon – enstusiasmado com a festa. A mãe, feliz da vida com a reunião da família, enche a mesa da ceia com delícias – enche meeesmo, já que a mãe de Jon é uma cozinheira enlouquecida. Estranhamente, a árvore é enfeitada logo após o jantar – provavelmente um efeito da neve excessiva nas mentes dos roteiristas. Não falta nada, nem mesmo canção natalina, cantada com direito a coro infantil e tudo. O melhor da família perfeita, em que cada um dos personagens tem defeitos, mas é um ser humano maravilhoso em seu íntimo, blah blah blah. Tem até um abraço meigo de Garfield em Odie pelo presente – um coça-costas. No meio de tudo, muitas canções. Piegas até a espinha.[hr]

Charlie Brown

O Natal de Charlie Brown, de 1965, foi a primeira animação da tira de quadrinhos Peanuts – e já nesse começo nas telas o simplório garoto é marcado como fracassado. Charlie Brown está angustiado com o natal – assim como ficou na Páscoa, em Finados, com a chegada do inverno, as aranhas e os gansos e tudo mais. Ninguém manda cartões de natal pra ele. Enquanto todos estão felizes, Charlie está deprimido. Lucy tenta dar uma força para o garoto, e o escala como diretor da peça de teatro natalina do colégio – esperando, em troca, ser escalada para o papel principal. O erro de Charlie Brown acontece quando ele vai arranjar uma árvore de natal: ele esnoba os modelos multicoloridos de alumínio (?) e traz um galho torto, mas natural, que, na sua visão purista, simboliza o espírito natalino. É claro que fracassa. Mas, como é natal, os amiguinhos ficam com pena e armam uma decoração fantástica para seu galho. Uma canção alegre, e todos estão sorrindo.[hr]

Pluto

Da família Disney, desenhos de natal não faltam, e em grande número. E um dos mais divertidos é A Árvore de Natal de Pluto. Mickey e seu cão cortam um pinheiro para enfeitar sua festa – e, sem querer, carregam consigo os esquilos Tico e Teco, que se divertem entre os enfeites. Pluto descobre os intrusos arruaceiros, mas é claro que Mickey não entende os latidos do pobre cão. Como já era de se esperar, Pluto destrói a árvore e os presentes – e os esquilos são desvendados. Mas nada de briga – é Natal, e todos acabam cantando uma bela canção natalina juntos, com direito a uma ponta de Donald, Pateta e Minnie. Pelo menos é engraçado pra caramba.[hr]

Os Simpsons

Os Simpsons ganharam vários desenhos de natal especiais. No primeiro deles, Marge usa todo o dinheiro guardado para os presentes removendo uma tatuagem que Bart faz no braço, contando que o bônus de natal de Homer, na usina, seja gasto com os mimos. Mas naquele ano não haverá bonificação, e o pai de família se vê numa enrascada. Ao invés de contar à família, ele decide arranjar um bico – como Papai Noel numa loja de departamentos. O pagamento, infelizmente, é uma ninharia, e ele decide apostar os trinta dólares nas corridas de cachorros. Obviamente perde, mas acaba levando para casa o perdedor – o Ajudante de Papai Noel, que se tornaria o cão de estimação da família Simpson. É ovacionado pela família com a chegada do animalzinho, e tudo acaba bem.  [hr]

Tom & Jerry

No primeiro desenho de natal da dupla, o rato mais sacana dos quadrinhos diverte-se entre enfeites da árvore e presentes, até que o cabeçudo Tom é confundido com um deles. Aí começa a caçada de sempre, garantindo as risadas de sempre. Lá pelas tantas o gato vence – tranca Jerry fora da casa, no inverno e na nevasca inclemente. Mas é natal, e acossado pela culpa, acaba saindo para resgatar o rato – que virou picolé e é descongelado na lareira. Os dois acabam felizes, e o que é melhor, num cartoon sem canções.[hr]

Beavis and Butthead


O natal destes escrotos é uma das muitas releituras feitas sobre a história clássica de Dickens. Beavis, em sonho, é visitado pelos fantasmas do natal passado, presente e futuro. Nessa versão, Beavis é o dono da lanchonete onde trabalha, e o diretor da escola é seu chapista escravizado. Os fantasmas surgem do video pornô que ele tenta assistir e mostram que se ele continuar tratando mal seu funcionário, todos os filhos dele morrerão e o próprio Beavis acabará sendo enterrado sem nunca fazer sexo. Mas como a moral não funciona com QIs abaixo de 15, o que ele aprende é que o futuro é um barato – já que ele será chefe, terá um videocassete e filmes pornô.[hr]

Pernalonga e Taz: O Arrepio Antes do Natal


Num dos muitos desenhos de natal com Pernalonga e sua turma, Taz acaba tomando as roupas e o trenó do Papai Noel – e vai fazer bagunça na casa do coelho, que, como sempre, controla a situação.[hr]

Outros animações que também ganharam desenhos de natal: Jetsons, Flinstones, Pinky e Cérebro, Tiny Toon, os Muppets, Gasparzinho, He-Man, Mr. Magoo, Pantera Cor-de-Rosa, Smurfs, Ace Ventura, Barbie.

Qual dos desenhos de natal é o seu preferido?

Conhece desenhos de natal bacanas que não estão por aqui? Envie a sua dica. 😉

 

Deixe uma resposta