6 coisas que você precisa saber sobre sexo, mas ninguém vai te contar!

Quem nunca deu aquela cutucadinha de leve na cabeça do outro indicando o lugar certo, ou foi o GPS daquela mão mazanza que andava perdida por um joelho? A gente indica, encaminha, se torce, sapateia e dança a Martinica pro outro se dar conta do que deve fazer ou do que fez de bom/ruim, mas falar que é bom nada! Adaptado do texto de Kate Bailey trazemos 6 coisas que todo mundo já quis dizer, saber sobre sexo ou fazer na hora do bem bom. Leiam, identifiquem-se e aprendam:

 6 coisas que você precisa saber sobre sexo

1. Não tocar ou encarar fixamente para aquelas “partes” que deixam o outro tímido. A menos que seja de uma maneira interessante e amorosa. Se é que me entendem…

Existe uma grande diferença entre olhar com desejo e olhar com desdém. Nada de ter um surto psicótico quando se deparar com a barriguinha de chopp dele. E pra eles, nada de se apavorar com aquele pneuzinho de inverno na barriga dela, aquele que não estava ali até o romântico chocolate quente daquela tarde. Olhar com cara de “vou voar no teu pescoço em 3, 2, voei” tá liberado! Lembrem-se: homens ou mulheres sempre sabem diferenciar essas expressões.

 

2. Não atrasar a ida “lá embaixo”.

Mais ou menos assim: vai e vai com fé! Aproveite o momento tanto quanto o outro deverá aproveitar e ame com todas as partes do seu corpo o corpo do seu parceiro. <3

 

3. A mente é o órgão sexual mais importante.

Entenda o que faz seu parceiro entrar #nomood. Faça isso até descobrirem, juntos, um novo #mood de se conectar.

 

4. Quando o outro começar a viajar, tragam de volta!

Quando um dos dois começa a sair dali, mentalmente falando, seja por preocupações diárias ou até mesmo com o momento “tô fazendo direito? já pode gozar?”, traga-o de volta. Uma boa dica é dizendo que gosta muito quando ele faz: _________________ Por que, né? Sexo também se faz com o cérebro.

 

5. Quando alguém disser não, parem. E, se possível, não repitam nem insistam naquilo. OK?

Se o outro te disse não, é não. Ficar com aquela insistência insinuada é um porre! Abstraia, ou troque de parceiro. Sexo e chatice não combinam.

 

6. Dizer o que é bom e o que não rola.

Ninguém que ficar entre pernas com câimbra na língua ou engasgado, enquanto o outro faz careta e pensa: “um pouquinho mais pro lado, mais fundo, quase!”. Avisem! Ambos ficarão imensamente felizes.

Enjoy! 😉

Tags:

Deixe uma resposta