Medo de voar

Não vá embora

Vamos falar de aviões

De viagens, de paixões

Vamos fazer as malas

E sair por aí

Vamos nos encontrar de novo

Não quero mais essa tristeza

Quero de novo aquela leveza

As tuas mãos, a tua boca e o meu corpo

Vem mais pra cá

Não te perde de mim no caminho

Vamos andar de mãos dadas

Pelo mapa dessa cidade

Marcando os pontos turísticos em nossas almas

E guardando as lembranças no álbum de fotografias

Não vá embora

Vamos ver de novo os aviões

Fazer planos de outros vôos

Alterar a rota do nosso destino

Descobrir continentes, cidades, paises

E perder o medo de voar.

 

Escrito em novembro de 2006 e encontrado agora, junto com tantas outras coisas que um dia, por muito tempo, fizeram meu coração bater mais forte.

Deixe uma resposta